Novo site do TdS em www.treinodosapo.com.br

Como prevenir a ressaca?

Festas e comemorações: guia para beber e não sofrer com a ressaca no dia seguinte.

Como evitar a ressaca

A ressaca explicada

Enquanto você está sofrendo de uma terrível ressaca, surge a pergunta: “Como algumas doses aparentemente inofensivas puderam me deixar neste estado de miséria?”. Na verdade, é preciso considerar que o álcool é um veneno, ou seja, cada dose significa um pouco de veneno que você ingere deliberadamente. A ressaca é o seu corpo recuperando-se após ter sido envenenado por álcool e seus metabólitos.

Os sintomas da ressaca variam, mas incluem um ou mais dos seguintes:

  • Dor de cabeça. Geralmente são dores de cabeça pulsáteis, como um tambor batendo dentro do crânio. A intoxicação por álcool parece provocar a dilatação dos vasos sanguíneos do cérebro, que pode contribuir para a cefaléia em algumas pessoas. O álcool também tem efeito em alguns neurotransmissores, elevando o nível de serotonina e histamina que podem desencadear dores de cabeça.
  • Desidratação. Ao acordar após uma noite de bebedeira pesada, sua boca está completamente seca. A desidratação é a culpada por isto, e em parte, também pelas dores de cabeça, náuseas e enjôos. O álcool é um diurético, isto significa que ele impede o organismo de liberar um hormônio que retém água. Sudorese, diarréia e vômitos, que podem acompanhar a ressaca, também são fatores associados à desidratação. Os sintomas de desidratação são tontura, mal estar, sede e fraqueza.
  • Fadiga. No seguinte ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas, você provavelmente estará um trapo. Isto é devido ao efeito negativo do álcool sobre o sono. Apesar de o álcool ser um sedativo, a qualidade do sono é grandemente prejudicada. Pessoas que consomem bebidas alcoólicas tendem a ter dificuldade na manutenção do sono, com despertar freqüente e menor quantidade de sono REM (fase dos sonhos, relacionada ao bom funcionamento físico e emocional).

Estudos publicados recentemente mostraram que tanto a memória, quanto o desempenho psicomotor permanecem prejudicados na manhã após o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, mesmo após os níveis sanguíneos de álcool terem caído para zero.

Prevenção da Ressaca

Antes de a ressaca atacar, você pode tomar algumas medidas para prevenir ou reduzir os danos.

Estratégias que realmente funcionam contra a ressaca:

Escolha sua bebida com cuidado evite a ressaca: escolhas

Alguns estudos mostraram que bebidas alcoólicas que possuem em sua composição principalmente água e álcool, tais como vodka e gin, produzem menos ressaca.

Enquanto outras bebidas, tais como whisky, conhaque e vinho tinto, geralmente produzem mais ressaca. Mas o que fazer, se você ama cerveja? A cerveja contém relativamente poucos congêneres, substâncias adicionais ao álcool que podem favorecer a ressaca. E quanto à caipirinha? A bebida feita com limão, açúcar e cachaça possui uma quantidade intermediária de congêneres e não é das piores causadoras de ressaca.

Coma antes de beber

evite a ressaca: lanche

O álcool é absorvido mais lentamente quando existe alimento no estômago. Mas o que você deve comer? O que você quiser. É um mito que determinados de tipos de comida são melhor para combater a ressaca.

Faça intervalos

evite a ressaca: intervalosBeber uma bebida não alcoólica ou mesmo água entre os drinks ajuda a manter o nível de álcool baixo e também o corpo hidratado.

 

 

 

Reponha os fluídos perdidos

evite a ressaca: agua

Antes de colocar a cabeça no travesseiro, beba água ou alguma bebida não alcoolica, mas evite cafeína.

 

Tome algum analgésico antes que a dor de cabeça comece

evite a ressaca: aspirina

Use algum medicamento analgésico com o qual você já está acostumado para prevenir a dor de cabeça. Estes medicamentos podem ser vendidos sem receita, no entanto evite a automedicação, principalmente em excesso.

Por fim, a melhor dica ainda continua sendo beber com moderação. Lembrando sempre que ao beber, esteja preparado para não dirigir: use serviços de táxis ou use o transporte de amigos.



Fonte: Banco de Saúde

2 responses

  1. carlos

    muito bom msm o post cara!e o site todo. estou conhecendo ele agora, e já gostei bastante.espero que mais pessoas conheçam o seu trabalho.
    parabens.

    26 de Maio de 2011 às 23:49

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s