Novo site do TdS em www.treinodosapo.com.br

Aposte nos exercícios para aliviar a dor

Se você usa suas frequentes dores nas costas como pretexto para fugir das atividades físicas, jogue a toalha e desista da estratégia. Muitos exercícios, além dos vários outros benefícios que oferecem a seus praticantes, se transformam em aliados de quem sofre com os desvios e incômodos da coluna.

Para te convencer de que a academia pode ser o lugar certo para corrigir a má postura e espantar as dores que vêm na bagagem, vamos enumerar modalidades eficazes para pôr você na linha. Antes de escolher sua atividade, porém, é preciso ter um aval médico para a prática de exercícios. Se houver algum tipo de inflamação na coluna, o problema precisa ser tratado primeiro.

Depois, a pessoa pode recorrer aos exercícios que fortalecem a musculatura e diminuem a sobrecarga que os movimentos do dia a dia causam à coluna.

Bio Pilates

A modalidade caracteriza-se por ser uma aula de condicionamento postural, garantindo equilíbrio e fortalecimento da musculatura paravertebral, aquela que envolve e sustenta a coluna. Mat, overball e fitball são os equipamentos nos quais as séries de exercícios são baseadas.

O mat é um colchão fininho que auxilia os movimentos feitos no solo. Já overball, é o nome de uma bola meio murcha, com cerca de 20 centímetros de diâmetro. Ela cria instabilidade na hora das movimentações, fazendo com que a musculatura mais profunda das costas e do abdômen trabalhe.

Participando das aulas de duas a três vezes por semana, é formada uma espécie de cinturão com os músculos das costas e do abdômen, garantindo uma sustentação melhor da coluna.

Quando o caso é de desvio estrutural na coluna, como escoliose, os exercícios não são capazes de corrigir o problema. A boa notícia, no entanto, é que há uma melhora significativa nas dores. Na escoliose, por exemplo, a pessoa apresenta um lado das costas alongado e outro contraído. As séries de Bio Pilates fortalecem os músculos mais alongados, que normalmente são fracos e flácidos, e relaxam a musculatura tensionada, equilibrando a musculatura de uma maneira geral .

Pilates de estúdio

Assim como o pilates feito no solo, a modalidade realizada em aparelhos traz benefícios a quem enfrenta as dores na coluna. A diferença entre os dois tipos de pilates é que a aparelhagem do estúdio permite variações na intensidade dos exercícios, já que apresentam cargas. No solo, o peso do próprio corpo é carga.

As vantagens da prática da atividade somam melhora na postura, alívio das tensões e fortalecimento de toda a região das costas e abdominal. As aulas são ótimas para quem passa muito tempo sentado no trabalho, quem não mantém uma boa postura e também para quem tem algum problema de coluna.

As melhoras acontecem porque os exercícios trabalham a coluna de todas as formas: flexão, lateral e extensão.

Os exercícios promovem uma oxigenação entre as vértebras, o que lubrifica e ajuda na articulação do disco vertebral, localizado entre elas e o desgaste do disco vertebral é responsável por inúmeros transtornos à coluna, entre eles, a hérnia. Por isso a importância de promover esta lubrificação e espaço entre as vértebras.

Os resultados podem ser notados quando o aluno frequenta as aulas de duas a três vezes por semana. Em um mês, já dá para notar melhoras gerais no bem-estar. Os benefícios à postura e coluna são percebidos em, pelo menos, três meses de prática.

Bio Postural Flex

Com lições para organizar a postura, a aula é ótima opção para quem estava sem se exercitar há algum tempo. O sedentarismo causa encurtamento dos músculos paravertebrais, que rodeiam a coluna. Com o encurtamento, estes músculos acabam deixando as vértebras umas mais próximas das outras. Os exercícios da aula aumentam a elasticidade destes músculos.

É importante passar por uma avaliação postural, antes de começar a freqüentar as aulas. Os exercícios são específicos e variam de acordo com o problema do aluno, fala sobre mais uma possibilidade da aula, que pode ser feita individualmente ou em turmas.

Na prática, os participantes da aula fazem movimentos lentos de força, permanecendo em posturas diferentes por alguns segundos ou minutos. Tudo isso com ajuda de um equipamento que conta com hastes e encosto reclinável.

Para notar os benefícios, é preciso participar das aulas de Bio Postual Flex três vezes por semana. Os alunos mais aplicados, que quiserem intensificar o treino, podem aliar a atividade a outros tipos de exercícios, caso não haja restrição médica.

Musculação

A prática de musculação pode ser usada como mais uma medida para fortalecer as costas, a região abdominal e peitoral. As séries para atingir o objetivo de equilibrar a postura podem ser feitas nos aparelhos ou com os pesos livres.

Assim como nas outras modalidades, a única restrição da musculação às pessoas com dores nas costas é feita quando as crises aparecem. Se fizer exercícios sentindo dor, o incômodo pode se intensificar . O restante dos cuidados varia conforme a patologia do aluno.

Caso o praticante se exercite de duas a três vezes por semana, o fortalecimento progressivo vai sendo notado. As melhoras significativas, no entanto, aparecem por volta do terceiro mês de prática.

Yoga

As posturas e os alongamentos trabalhados no yoga ajudam a alinhar a fortalecer a região dos músculos paravertebrais. O eixo central do corpo serve de base para os exercícios e movimentações do yoga. Muitos exercícios, como as torções e posturas, são focados na coluna e, em geral, trabalham para manter a curvatura natural dela.

Mais uma vantagem da prática de yoga é que os resultados são quase imediatos. Quando as dores nas costas são causadas pelo acúmulo de tensões do dia a dia, o alívio é notado já nas primeiras aulas. A respiração correta e a meditação ajudam a aliviar as tensões, melhorando as dores.

Já quem apresenta algum problema mais grave na coluna, precisa contar ao professor. Assim, ele adapta os exercícios, conforme a necessidade do aluno. Vale lembrar que é muito importante buscar profissionais capacitados e que respeitem a condição física do aluno. Caso contrário, o efeito pode não ser o esperado e o aluno ainda corre o risco de se machucar .

Alongamento

A dor indica algum tipo de lesão. Isso acontece quando o músculo não está alongado ou forte o suficiente. As aulas de alongamento, então, entram em ação para melhorar o primeiro causador das dores nas costas.

Na prática, os alunos trabalham os músculos dos pés à cabeça, na parte posterior e inferior do corpo.

As séries de alongamento podem ser feitas não só nas aulas, mas também em casa. Quanto mais alongamento, melhor. Aconselha-se os alunos a realizarem os alongamentos logo que acordam, ainda na cama para espreguiçar todo o corpo.

O alongamento só é capaz de amenizar as dores. O fortalecimento da região das costas e dos músculos abdominais só é adquirido com alguma atividade física complementar.

10 respostas

  1. ISABEL CRISTINA POSCOLERI

    BOA NOITE!! FIZ 2 RESSONÂNCIAS GOSTARIA DE UMA EXPLICAÇÃO MAIS SIMPLES SE POSSÍVEL DO MEU CASO, PORQUE E NÃO ENTENDI nada a explicação de meu médico SE POSSÍVEL DE CADA ITEM. RESSONÂNCIA CERVICAL: sinais difusos de desidratação discal, sinais incipientes de uncoartrose. Complexo disco-osteofitÁrios posteriores incipientes no nivél c3, c4, c5, c6, que comprimem a face ventral do saco dural. Osteoartropatia degenerativa atlanto- odontal incipiente reações osteohipertroficas marginais Antero laterais incipientes nos corpos vertebrais. RESSONÂNCIA da Coluna lombar: sinais de hipohidratação discal nos níveis l4-l5 e l5-s1 caracterizado pelo hipossinal dos discos intervertebrais na seqüência ponderadas em t2, associada à redução do espaço discal no nível l4-l5. Sinais de rotura do ânulo fibroso no contorno póstero-lateral direito l4e l5. Sinais de rotura do ânulo fibroso no contorno postero-lateral direito no nível l4-l5. Protrusão discal postero-difusa no nível l4-l5 e l5 s1 com contato com as raízes nervosas emergentes e descendentes bilateralmente. Há 2 meses fiz 10 sessões de fisio PARA CERVICALGIA E LOMBALGIA e 6 sessões de aculputura incluindo quiropraxia e não adiantou, muito porque continuo com dores em região lombares nível 4 e 5 e cervical lado direito. l. E câimbra na coxa direita com dores e meu medico deu alta E me caminhou para especialista de coluna.. E atualmente estou fazendo, RPG e POR FAVOR, TAMBÉM ME EXPLICAR MELHOR ESTE CASO PORQUE JÁ FUI EM 2 médicos E SÓ FALAM QUE MEU CASO VAI LEVAR ANOS PARA CURAR E QUE MINHAS VÉRTEBRAS NÃO VÃO DESCOMPRIMIR MAIS é isso mesmo. . E ATUALMENTE FAÇO NA ACADEMIA aulas de alongamento realizei como teste aula de ioga mais vez de me ajudar a relaxar piorou mais ainda porque sou agitada e ansiosa natação 3 vezes por semana 45’, RPG 1 vez por semana, alongamento 5 vezes por semana e gostaria de fazer aula DE SPINNING 5 vezes por semana.. E m, por favor, poderia me indicar exercícios poderia fazer para melhorar minhas dores e para fortalecer estabilizar o abdome e costas. Por favor, comente meu caso, aguardo uma resposta ansiosamente mais breve possível. Agradecida desde já. AULA DE SP

    28 de Setembro de 2010 às 0:24

    • Ricardo Antônio Immich

      Bom Dia Isabel

      Se serve de consolo o meu caso é igual ou pior, mas em compensação começei a
      frequentar academias, perdi peso etc. e me sinto ou pouco melhor.

      Sds
      Ricardo
      ET: Tenho 56 anos e já estou nesta luta a 10 anos.

      17 de Dezembro de 2011 às 9:03

  2. ISABEL CRISTINA POSCOLERI

    OlA boM DiA!!!
    TENHO DORES LOMBAR $ MESES JA FIZ RPG,FA|ço na AcADEMIa relaxaMento e AlongameNTO mAis Nada passa minhA DORES PODeRIA pAssaR ALGUM EXERCICIO PAra TIrAr mINHA dORES TenhO PROtusÃO diSCAL em l4,l5,l5 s1 agradeço desde já atenciosamente isabel.

    5 de Dezembro de 2010 às 0:50

  3. Maria Célia

    Estou com uma dor na coluna dorsal. Fiz uma ressonância o resultado foi: hipohidratação degenarativa. Gostaria de saber que doença é essa? Se é artrose e qual o tratamento adequado? E se tem cura?

    3 de Setembro de 2011 às 17:47

    • A hipohidratação degenerativa ocorre no disco vertebral ( anel gelatinoso que fica entre as vértebras, impedindo atrito e impacto uma nas outras), o que ocorre é que este disco sofreu o que o próprio nome diz uma perda d’água torna-se diminuído, com o tempo o atrito de uma vértebra na outra pode levar ao surgimento de uma artrose.
      Por se tratar de um processo degenerativo o danos já causados dificilmente são revertidos, portanto o ideal é procurar um tratamento para impedir sua progressão. Caso haja dor aguda o ideal é a realização da fisioterapia para se obter analgesia. Quanto aos exercícios é importante evitar os que possuam impacto como a corrida e os que tenham compressão como, por exemplo, o aparelho hack machine na academia. Outros fatores também interferem como a postura no dia-a-dia, fazer ingestão suficiente de líquidos e perder peso caso esteja com sobrepeso.

      Renata Morete

      5 de Setembro de 2011 às 12:07

  4. valeria

    fiz uma ressonancia da lombar e deu hipo-hidratação degenerativa e redução na altura do disco l4 e l5, o que significa pois não entendi doque se trata? obrigado!

    2 de Janeiro de 2012 às 16:31

    • A hipohidratação degenerativa ocorre no disco vertebral ( anel gelatinoso que fica entre as vértebras, impedindo atrito e impacto uma nas outras), o que ocorre é que este disco sofreu o que o próprio nome diz uma perda d’água torna-se diminuído, com o tempo o atrito de uma vértebra na outra pode levar ao surgimento de uma artrose.
      Por se tratar de um processo degenerativo o danos já causados dificilmente são revertidos, portanto o ideal é procurar um tratamento para impedir sua progressão. Caso haja dor aguda o ideal é a realização da fisioterapia para se obter analgesia. Quanto aos exercícios é importante evitar os que possuam impacto como a corrida e os que tenham compressão como, por exemplo, o aparelho hack machine na academia. Outros fatores também interferem como a postura no dia-a-dia, fazer ingestão suficiente de líquidos e perder peso caso esteja com sobrepeso.

      Renata Morete

      3 de Janeiro de 2012 às 10:56

  5. Omar F.Grell Jr.

    Tenho 72 anos, sempre fiz 3 a 4 km de caminhada, sou muito ativo. Agora, por não poder fazer as caminhadas regularmente, minha mobilidade está comprometida. Fiz um Rx de tórax. No laudo médico, foi apresentado sinais de osteoartropia degenerativa.
    Pergunmto: é reversível, tem tratamento ou poderá prejudicar minha mobilidade como um todo?
    Obrigado
    Omar

    11 de Janeiro de 2012 às 10:12

    • Como o próprio nome diz degenerativa, ela é progressiva, ou seja não reversível. no entanto através de exercício físico regular bem como fortalecimento conseguimos retardar seus efeitos com melhor qualidade de vida e desta forma evitando a perda da mobilidade, o seu médico poderá também lhe receitar anti-inflamatórios para alívio da dor.O mais importante: Não deixe de praticar uma atividade, a hidroterapia ou hidroginástica podem ajudar muito no seu caso.

      Renata Morete

      11 de Janeiro de 2012 às 21:09

  6. Omar F.Grell Jr.

    Renata
    Obrigado pelas informações. Ontem fiz alguns RX e assim que voltar para a consulta de retorno, meu ortopedista irá determinar os tipos de exercícios de acordo com o resultado dos exames.
    Omar

    19 de Janeiro de 2012 às 15:23

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.